Especialistas dão dicas para se prevenir durante as fortes chuvas previstas para essa semana

February 13, 2019

 

 

Em meio a tantos alertas de temporal, ventania e deslizamentos, o Rio de Janeiro se prepara para enfrentar um novo período de chuvas desta quarta-feira, até domingo. Meteorologistas consultados pelo Jornal O Globo preveem mais um temporal, mais fraco que o da última semana, mas também com potencial para causar estragos na cidade, que ainda se recupera dos últimos eventos traumáticos.

 

Aqui na Região dos Lagos, a chuva forte já provocou estragos em Cabo Frio e outras cidades se mantém em alerta até o final da semana.

 Confira abaixo uma lista de recomendações de diferentes órgãos públicos para você se manter seguro e correr o menor risco possível.

 

Serviços de alerta

1) Defesa Civil Municipal

Dispara mensagens SMS para os usuários que encaminham seus CEPs ao número 40199 sobre a possibilidade de chuvas nos respectivos endereços.

2) Centro de Operações Rio

Encaminha torpedos e notificações de celular para cadastrados via Twitter em caso de chuvas e outras situações de emergência na cidade.

 

Alagamentos

1) Não caminhar por áreas alagadas, devido ao perigo de correnteza, ferimentos com objetos submersos e buracos e contaminação por doenças.

2) Evitar regiões à beira de rios e córregos.

3) Dirigir com faróis acesos, optando sempre pelos locais mais secos.

Fonte: Prefeitura do Rio

 

Deslizamentos

1) Observar fendas e afundamentos no terreno, rachaduras em paredes e inclinação além do normal de árvores e postes, que são sinais que antecipam acontecimentos desse tipo.

2) Ao presenciar deslizamentos, ligar para Defesa Civil ou para o Corpo de Bombeiros, por meio dos telefones 199 e 193, respectivamente.

3) Não se aproximar e sair imediatamente do local do deslizamento.

Fonte: Centro de Operações Rio

 

Áreas de risco

1) Buscar locais seguros em caso de tempestade, levando consigo documentos, remédios e outros itens básicos.

2) Antes de sair, é indicado que os moradores fechem os registros de gás e energia.

3) Saber com antecedência se a comunidade conta com um plano de evacuação e a localização de possíveis pontos de apoio.

Fonte: engenheiro civil Leandro Torres Di Gregorio, professor da Escola Politécnica da UFRJ e especialista em desastres

 

Ventanias

1) Não parar sob árvores, andaimes, cabos elétricos, escadas, estruturas metálicas e outdoors.

2) Fechar janelas e basculantes para evitar a canalização do vento.

3) Fechar cortinas, blecautes e persianas para evitar que possíveis vidros estilhaçados se espalhem pelos ambientes.

4) Fechar o registro de gás, desligar aparelhos elétricos e estar atento ao uso de velas em caso de falta de luz, para que elas não gerem incêndios.

Fonte: Defesa Civil Estadual

 

Ressaca

1) Evitar mergulhos e práticas esportivas na orla.

2) Evitar circulação por mirantes, ciclovias e outros locais situados à beira-mar.

3) Evitar saídas em alto-mar para pesca.

4) Não fazer resgates, acionando para os bombeiros por meio do telefone 193.

Fonte: Centro de Operações Rio

 

Raios

1) Manter-se afastado de árvores e terrenos abertos, longe de janelas e fora de piscinas, lagos e rios.

2) Não tocar em nada de metal ou elétrico durante a chuva.

3) Permanecer no carro durante o temporal.

4) Reduzir o uso de telefones durante a tempestade.

Fonte: Corpo de Bombeiros

 

 

 

 

Please reload

Mais Recentes

January 22, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Tags
Please reload

Siga-nos!
  • Revista La Femme no Facebook
  • Instagram